Ação de solidariedade realizada por empresas do PIM entrega mais 14 toneladas de alimentos

Coordenada por entidades da indústria local e nacional, a campanha #IndustriadoBem já distribuiu 50 toneladas de alimentos que foram distribuídas para população vulnerável.

A Ação Social Integrada do Polo Industrial de Manaus encerrou mais uma semana de atividades com a entrega de mais 14 toneladas de alimentos para quatro instituições filantrópicas que prestam assistência a população em situação vulnerabilidade social, localizadas entre os bairros de Educandos, Cachoeirinha e Coroado.

“Depois de distribuir 50 toneladas de alimentos, conscientes de que este é um gesto vital para milhares de pessoas, estamos aqui para ampliar a corrente da Solidariedade”, disse Wilson Périco, presidente do Centro das Indústrias do Estado do Amazonas (Cieam), durante a entrega das doações, na sexta-feira (22/5), O grupo de empresários contabiliza 64 toneladas de cestas básicas doadas, desde o início da campanha.

“Começamos com a Arquidiocese, unidos à Organização Cáritas, uma entidade internacional de Solidariedade”, lembra Antônio Silva, presidente da Federação das Industrias do Estado do Amazonas (Fieam). Também já receberam doações da campanha, a Igreja de Deus Pentecoste do Brasil, Associação Aliança Misericórdia, Centro Ajuda Misericórdia e Centro Social Jorge Cunha.

Segundo o dirigente, começar com a Arquidiocese ajudou a localizar as comunidades em extrema vulnerabilidade social. “Depois, com a entidade dos artistas, notadamente na área dos músicos, distribuímos alimentos e sentimentos de partilha neste momento de tantas dificuldades”. De tudo isso, sobra a certeza de que, quando tudo passar, nos descobriremos pessoas melhores, atentos e conscientes de que a vida, de verdade, passa pela experiência da interatividade fraterna a que damos o nome de Solidariedade, disse Antônio Silva.

Líderes chamam voluntários

“Vamos avançar, Cieam, Fieam, Eletros e Abraciclo, entidades que representam as empresas, a maior parte delas, do Polo Industrial de Manaus”, afirma Jorge Nascimento Júnior, dirigente da Eletros, revelando uma descoberta: “entregar cestas é um exercício de extrema nobreza e emergência, além de garantia fraterna de manutenção da ordem social. Agora, continuou o dirigente, “queremos compartilhar essa incrível experiência.”

Jorge Júnior fez um convite aos “colaboradores mais diferenciados financeiramente do Polo Industrial de Manaus, para ingressar nessa jornada da Indústria do Bem. Colaboradores, fornecedores, voluntários e cidadãos ligados ao Setor Produtivo da Indústria, e todos aqueles que se comovem com a necessidade humana: todos estão convidados a fazer a experiência da partilha e descobrir que o ser humano se humaniza no mesmo sentido solidário que conduziu aqueles que se empenharam no desafio de ajudar a fome de quem está precisando se alimentar”.

Coube a Marcos Fermanian, da Abraciclo, assegura a continuidade campanha: “Nesse momento ainda em nome do Comitê indústria ZFM Covid-19, registramos nossos agradecimentos e contentamento pela participação, apoio e sintonia dos novos doadores nesta jornada da solidariedade. Estamos convencidos que nossa Responsabilidade Social, mais uma vez, se faz presente no amparo e promoção das pessoas com quem trabalhamos, suas famílias e demais pessoas atingidas pelo sofrimento neste Estado que nos acolheu.”

Skip to content