Donos de restaurantes de Manaus aderem ao selo “Estabelecimento Responsável”, uma estratégia de prevenção à Covid-19

Credenciamento é concedido pela Abrasel no Amazonas aos estabelecimentos que cumprem com os critérios definidos pelos órgãos de vigilância sanitária e de saúde para alimentação fora de casa

A Associação Brasileira de Bares e Restaurante (Abrasel) no Amazonas criou o selo “Estabelecimento Responsável”, como uma estratégia para estimular seus associados e demais estabelecimentos de alimentação fora do lar, a adorem medidas de prevenção ao novo coronavírus. O selo tem como objetivo ser mais uma opção de orientar os funcionários e a sociedade quanto aos cuidados e precauções de higiene e condutas de relacionamento nesses ambientes de alimentação fora do lar.

O presidente da entidade, Fábio Cunha, explica que a ação tem como objetivo informar e envolver colaboradores e clientes e assim, criar uma conscientização coletiva que é muito importante neste novo momento em que vivemos.

Para receber o selo, os estabelecimentos terão que seguir alguns critérios, entre eles, seguir os requisitos de higienização da Fundação de Vigilância em Saúde no Amazonas (FVS) e do Departamento de Vigilância Sanitária (DVisa). Também devem apresentar a licença Semsa DVISA ou, se estiver em processo de expedição do documento, em andamento,  apresentar o protocolo e, por fim, estar associado a entidade, a pelo menos, três meses. Os pré-requisitos de higienização podem ser encontrados nos sites dos respectivos órgãos.

Além do selo “Estabelecimento Responsável” visível nas fachadas dos estabelecimentos, os clientes encontrarão no interior dos estabelecimentos um guia prático e instrutivo, boas práticas de segurança de alimentos, higienização e outros alertas válidos também para a prevenção de outros vírus mais comuns.

O proprietário do restaurante Biliskão, Gabriel Oliveira, aderiu a essa estratégia a mais e já tem o selo “Restaurante Responsável” em seu restaurante. “Poder ter mais uma opção para a segurança dos clientes e colaboradores é sem dúvida uma das nossas prioridades, pois já possuíamos procedimentos para evitar todo e qualquer tipo de contaminação viral, mas em casos como esse entendemos a importância de garantir que não haja alarde, reiterando as orientações e garantindo que o nosso estabelecimento esteja preparado realizamos um treinamento com nossos colaboradores”, explica Gabriel.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 × um =

Skip to content