Doações durante a pandemia beneficiaram mais de 70 comunidades ribeirinhas em Unidades de Conservação do Amazonas

Além das doações de cestas básicas, kits de higiene pessoal, máscaras de tecido, com apoio da Sema foram realizadas ações educativas com a distribuição de cartazes informativos sobre a doença

A solidariedade de instituições parceiras da Secretaria de Estado do Meio Ambiente (Sema) já beneficiou mais de 70 comunidades indígenas e populações tradicionais em Unidades de Conservação (UCs) do Amazonas. As ações de assistência arrecadaram, desde o início de maio até esta terça-feira (07/07), mais de 3,2 mil cestas básicas para 11 áreas protegidas estaduais.

Os itens foram doados por empresas e instituições, no âmbito de campanhas solidárias e projetos locais, para garantir a segurança alimentar de famílias em situação de vulnerabilidade social nas UCs. Além das cestas básicas, kits de higiene pessoal, máscaras de tecido e cartazes informativos sobre a doença foram entregues às comunidades com o apoio logístico da Sema. 

Segundo o secretário de estado do Meio Ambiente, Eduardo Taveira, a colaboração mútua de diversos segmentos da sociedade garantiu o acesso a itens básicos, como alimentos e kits de higiene e limpeza, a famílias carentes do interior do estado durante a pandemia.

“Cada doação faz uma grande diferença na vida das populações tradicionais –  que geralmente são as mais afetadas por situações como essa devido à distância entre as comunidades e à limitação de acesso à capital. A Sema também trabalhou em campanha institucional com a divulgação de materiais informativos sobre cuidados para prevenir o coronavírus nas áreas protegidas”, pontuou o secretário.

Foram contempladas com as cestas básicas a Reserva de Desenvolvimento Sustentável (RDS) do Juma; RDS Puranga Conquista; RDS Rio Negro; RDS Rio Madeira; RDS Cujubim; RDS Uacari; Área de Proteção Ambiental (APA) Rio Negro; APA do Rio Negro – Setor Aturiá-Apuauzinho; APA do Rio Negro – Setor Paduari/Solimões; Reserva Extrativista (Resex) Canutama e as áreas do Mosaico do Apuí.

Balanço

Desde maio, a secretaria do Meio Ambiente trabalha em parceria com prefeituras e organizações do terceiro setor, por meio da “Aliança dos Povos Indígenas e Populações Tradicionais e Organizações Parceiras do Amazonas para o Enfrentamento do Coronavírus”. O projeto é coordenado pela Fundação Amazonas Sustentável (FAS), em conjunto com outras 71 instituições públicas e privadas, para levar insumos às Unidades de Conservação do Amazonas durante a pandemia.

Ao todo, as colaborações garantiram a entrega de 3,4 mil máscaras de tecido para as comunidades ribeirinhas do estado, 1,7 mil cartazes e milhares de outros insumos para o combate ao novo coronavírus. As RDS Mamirauá e RDS Uatumã também foram beneficiadas com 506 kits de higiene pessoal disponibilizados pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef). 

Outras ações

A Sema realizou, por intermédio da Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas (Susam), a doação de 200 kits de testagem rápida para diagnóstico da Covid-19 em três UC: Área de Proteção Ambiental (APA) Aturiá-Apuauzinho, Reserva de Desenvolvimento Sustentável (RDS) Rio Negro e RDS Puranga Conquista.

A secretaria também apoiou diretamente a entrega de mais 200 kits de testagem rápida para outras duas áreas protegidas estaduais por meio da Aliança para o Enfrentamento ao Coronavírus. Foram elas: a RDS Rio Negro e RDS Rio Madeira. As atividades de entrega de donativos para as Unidades de Conservação ainda vão continuar durante o mês de julho, respeitando todos os protocolos de higiene recomendados pelos órgãos de saúde.

Fotos: Divulgação/Sema

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

17 − um =

Skip to content