Semana Brasil começa nesta quinta-feira e deve ajudar na recuperação do comércio em Manaus

 No AM, em respeito ao decreto 42.330/20 do governo estadual, as promoções serão focadas nas vendas on-line, via delivery ou drive-thru  

No período de 3 a 13 de setembro, será realizada a Semana Brasil, que a exemplo de 2019, tem o intuito de unir todo o comércio e varejo do País para celebrar a retomada com segurança, da economia e dos empregos. Com o slogan “Todos juntos com segurança pela reconquista e o emprego”, empresas dos mais variados setores, como alimentação, eletrônicos e eletrodomésticos, computadores, móveis, produtos de higiene e limpeza, cosméticos, alimentação e material esportivo devem participar e contribuir para o acúmulo das vendas e a circulação da economia. A iniciativa da “Semana Brasil”, encabeçada pela Secretaria de Comunicação do governo federal e coordenada pelo Instituto para Desenvolvimento do Varejo (IDV), tem base em três pilares: colaboração, otimismo e oportunidade. 

Para o secretário-executivo do Ministério das Comunicações, Fabio Wajngarten, a “Semana Brasil” em 2020 vai se tornar o ponto de partida de um novo tempo para o comércio, tempo de normalização da relação econômica entre pessoas e empresas. “Faremos tudo isso com respeito às normas de segurança sanitária, com empresários e consumidores cientes da importância da manutenção e fomento das relações comerciais, bem como do cuidado com a saúde do próximo”, afirma.  

A Semana Brasil tem o apoio da Fecomércio AM e levará vantagens aos consumidores para estimular o consumo. Todo o varejo se une, por meio de suas entidades, amplificando o seu alcance e dando condições para que pequenas e médias empresas também possam se engajar e tirar proveito desta retomada.  O presidente em exercício da Fecomércio AM, Aderson Frota, destaca que a Semana Brasil de 2020 ocorrerá em um momento especial. “O evento acontecerá em um período maior esse ano, o que vai favorecer, ajudar e fortalecer a atividade comercial e acima de tudo, uma grande injeção de ânimo no comércio para compensar todos aqueles dias, os mais de 100, que o comércio ficou paralisado. Eu sempre digo que os últimos três meses do ano, são especiais, se nós acrescentarmos mais a Semana Brasil em setembro, nós vamos adicionar um quarto mês que será muito bom”, ressalta.   

Com dezenas de lojas cadastradas, a “Black Friday verde e amarela” está recebendo inscrições de empresários, que queiram participar, através do site www.gov.br/semanabrasil. No ano passado, segundo a Ebit/Nielsen, as vendas online durante o período cresceram 41% em relação ao mesmo período de 2018. As vendas no varejo durante a Semana Brasil também registraram crescimento nominal de 11,3%, segundo levantamento da Cielo. Em 2019, mais de 14 mil empresas participaram da “Semana Brasil” e 70% dos shoppings centers aderiram ao movimento, o que favoreceu os segmentos de cosméticos (+19,8%), móveis, eletroportáteis e lojas de departamento (+12,6%), turismo e transporte (+6,6%), vestuário e artigos esportivos (+6,1%) e supermercados e hipermercados (+4,5%).  

O assessor econômico da Fecomércio AM, José Fernando Pereira da Silva, destaca que a partir deste o ano, o movimento dos consumidores na Semana Brasil deve repetir 2019 e se perenizar, a exemplo de outros movimentos, que dinamizam as vendas do comércio. “As perspectivas de crescimento da atividade comercial, embora modestas, são altamente positivas. Acreditamos que a Semana Brasil, neste ano, replicará os efeitos de 2019 e que alguns segmentos como vestuários, calçados, artigos de higiene e eletroeletrônicos terão um incremento de vendas”, destaca.  

Para obter mais informações sobre a Semana do Brasil acesse www.gov.br/semanabrasil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezessete + 6 =

Skip to content