Junta Comercial do Amazonas registra queda de 42% nas extinções de empresas no mês de agosto

Empresário individual lidera os pedidos de registro de novas empresas na Jucea. Foram 272 novas constituições em agosto, seguido do registro de Sociedade Empresária Limitada, com 233 novas aberturas

A Junta Comercial do Estado do Amazonas (Jucea) registrou, em agosto, 217 extinções de empresas no estado, conforme relatório do Sistema de Registro Mercantil. Houve uma queda de 42%, em comparação com o mês de julho deste ano, quando foram registradas 374 extinções. No caso das constituições, foram registradas pelo sistema 695 novas empresas, apenas seis a menos que no mês anterior, que teve 701 novas constituições.

Na comparação com os números de agosto do ano passado, houve uma melhora de 25,45% no número de constituições, uma vez que no mesmo período de 2019 foram registradas 554 novas empresas, contra 695 deste ano. Já as extinções do ano passado foram menores, com 182 extinções, contra 217 baixas em agosto de 2020.

Segundo a presidente da Jucea, Maria de Jesus Lins, apesar dos analistas econômicos não esperarem uma recuperação rápida da economia brasileira, é preciso ser otimista no cenário regional.

“Com base nos números registrados no Amazonas pelo sistema mercantil, é possível ver certo equilíbrio nas constituições e até uma melhora significativa nas extinções de empresas. E acreditamos que o governo estadual continuará a desenvolver medidas para que a percepção positiva dos negócios no nosso estado se mantenha”, afirmou.

Entre os tipos empresariais mais registrados no Amazonas em agosto de 2020, permanece em primeiro lugar, como no mês de julho, o Empresário Individual, desta vez com um total de 272 novas constituições, seguido do registro de Sociedade Empresária Limitada, com 233 novas aberturas.

Registro Automático

Das 695 novas empresas no estado no mês de agosto, 345 foram consolidadas pelo Registro Automático. O arquivamento pelo Registro Automático permite mais facilidade e menos burocracia, visto que a tramitação do processo acontece sem intervenção humana.

Arrecadação

Conforme dado do Sistema de Registro Mercantil, é possível notar um equilíbrio também na arrecadação da autarquia, em comparação aos meses de julho e agosto deste ano, uma vez que no mês de agosto foi recolhido o valor de R$ 1.078.396,45 em taxas, um pouco abaixo do arrecadado no mês de julho, que foi de R$ 1.145.878,49.

Atendimentos

Mesmo com o retorno do atendimento presencial, o atendimento on-line da Jucea permanece sendo o mais procurado pelos usuários para a retirada de dúvidas sobre o sistema e exigências nos processos de registro mercantil.

Segundo dados do sistema interno de controle da autarquia, no período de 1º a 31 de agosto, foram realizados pelo chat, no site da Jucea (www.jucea.am.gov.br), 4.195 atendimentos on-line, e apenas 641 atendimentos presenciais. De ambos os atendimentos, a maior procura pelos usuários é para esclarecer dúvidas em relação a emissões de certidões web.

Devido ao controle contra a disseminação do Covid-19, o atendimento presencial na Junta Comercial tem funcionado das 9h às 14h. E, nos atendimentos on-line e via telefone pelo (92) 3212-4150, das 8h às 14h. A Junta Comercial do Estado do Amazonas está localizada na rua Major Gabriel, 1.728, 1º Andar, Praça 14.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

10 − dois =

Skip to content