Manauaras pretendem gastar mais com presentes do que com pagamentos de dívidas, aponta pesquisa CDL Manaus

Mais de 600 mil pessoas receberão o 13º salário, que equivale em média R$ 2.108,77 mil por cidadão, injetando assim, mais de 2 bilhões de reais na economia do Estado.

Mesmo com o cenário de pandemia, retração econômica e redefinição das relações de trabalho, o 13º salário dos brasileiros terá entre os principais destinos a compra de presentes de fim de ano e gastos com as comemorações de Natal e Ano Novo.

De acordo com pesquisa realizada pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas, em parceria com a Offer Wise Pesquisas, 32% dos trabalhadores pretendem utilizar o 13º salário para comprar presentes de Natal e 21% gastar nas comemorações de Natal e Ano Novo. Enquanto 30% pretendem economizar e 21% pagar contas básicas da casa.

Na capital amazonense, um levantamento feito pela Câmara de Dirigentes Lojistas de Manaus (CDL Manaus), aponta que dos entrevistados que vão utilizar parte do recurso para as compras de Natal; 28,2% pretendem comprar itens de vestuário; 15,8% vão adquirir presentes/brinquedos; 14,8 vão gastar com calçados; 10,5% na compra de alimentos para as ceias de Natal e Ano Novo.

Na comparação com 2019, aumentou a quantidade de trabalhadores que vão gastar ao menos parte do 13º salário com a compra de presentes. Em contrapartida, o pagamento de dívidas em atraso é a quinta opção mais citada, com 10,07% de citações.

Consumidores que contraíram dívidas nos últimos seis meses

O levantamento realizado pela CDL Manaus, revela ainda que apenas 18,6% dos entrevistados não possuem nenhuma dívida; 32% devem menos de três parcelas de suas dívidas; 24,2% entre quatro e cinco; 12,8% devem entre seis e dez parcelas; 7,7% entre onze a quinze; e 4,4% devem mais que quinze parcelas.

Durante 2020, 60,3% dos entrevistados contraíram dívidas parceladas, enquanto 39,7% dos entrevistados estão sem dívidas.

No ano passado, 26,5% dos entrevistados disseram que utilizariam o recurso do 13º para pagar dívidas; 19,8% para comprar itens de vestuário; 13,6% para comprar calçados; 11,8% optaram por comprar itens de alimentação; e 6,4% responderam que utilizariam o recurso na compra de materiais de construção e reforma.

Em 2020, o percentual de entrevistados por gênero também foi ouvido, o estudo contatou que os homens e mulheres irão presentear igualmente nas festividades de fim de ano. No quesito vestuário, 26,7% dos homens responderam vão presentar nesse período, contra 25,3% das mulheres. Em contrapartida, quando se fala em calçados, as mulheres saem na frente com 16%, contra 14,8% dos homens.

Montante

Mais de 600 mil pessoas receberão o 13º salário, que equivale em média R$ 2.108,77 mil por cidadão, injetando assim, mais de 2 bilhões de reais na economia do Estado.

Skip to content