Roberto Cidade vence eleição tumultuada e vai comandar parlamento estadual nos próximos dois anos

Votação ocorreu, após a aprovação em plenário de uma PEC que alterou a redação do artigo 29, parágrafo 4°, inciso II da Constituição do Amazonas, permitindo que a votação fosse antecipada

A Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), elegeu na tarde desta quinta-feira (3/12) os integrantes da Mesa Diretora que vão comandar a Casa no segundo da 19ª Legislatura. O deputado Roberto Cidade (PV), que está no seu primeiro mandato, foi eleito presidente, tendo como primeiro vice-presidente o atual gestor, Josué Neto (PRTB).

A chapa que reúne ainda os deputados Mayara Pinheiro Reis (PP) segundo vice-presidente, Adjuto Afonso (PDT) terceiro vice-presidente, Delegado Péricles (PSL) secretário geral, Álvaro Campelo primeiro secretário, Sinésio Campos, segundo vice-secretário, Fausto Júnior terceiro vice-secretário, Felipe Souza, Ouvidor e Therezinha Ruiz, Corregedora.

A votação aconteceu, após a aprovação em plenário da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 05/2020 que alterou a redação do artigo 29, parágrafo 4°, inciso II da Constituição do Amazonas. A medida possibilitou a antecipação da votação, anteriormente prevista para o último dia de Sessão plenária do ano corrente. A PEC foi aprovada com 15 votos favoráveis e quatro contrários.

A alteração no calendário eleitoral da votação da Mesa Diretora, aconteceu em meio a protestos de deputados da chapa concorrente. A atual vice-presidente da Casa, deputada Alessandra Campêlo (MDB), prometeu entrar com ação na Justiça do Estado para anular a eleição.

Ela teve apoio da líder do Governo na Casa, deputada Joana Darc (PL) e pelo deputado decano do parlamento estadual, Belarmino Lins (PP), que em pronunciamento disse estar triste pelo atual momento interno da Aleam. “É um momento triste que haverá de macular a história do parlamento amazonense. Nos últimos 32 anos não se teve um momento tão crítico, em um processo interno do parlamento”, discursou.

Já o presidente eleito, Roberto Cidade, se disse honrado por ter sido escolhido pela maioria dos seus colegas e prometeu caminhar junto aos seus pares. “Tive 16 votos de amigos. O parlamento decidiu dessa forma, respeitando os outros colegas”, comentou Roberto Cidade.

O presidente da Casa, deputado Josué Neto, que comandou a eleição, garantiu a legalidade da votação e disse que não teme que o processo seja questionado na Justiça. “Todas as vezes que atos da Mesa foram ajuizados, o Tribunal de Justiça do Amazonas reconheceu a certeza dos ritos aprovados pela Casa”, ponderou.

A chapa encabeça por Roberto Cidade recebeu 16 votos favoráveis, enquanto a outra concorrente, chapa 2, formada pelos deputados Belarmino Lins (PP), Abdala Fraxe (Podemos), Cabo Maciel (PL), Saullo Vianna (PTB), Dr. Gomes (PSC), Joana Darc (PL) e Alessandra Campêlo (MDB), obteve oito votos.

Skip to content